Notícias

12 Ago 2015

O hélice, grande aliado no desempenho do barco

Categoria Notícia

A escolha correta do hélice e o seu ajuste ajudam no desempenho do barco.

Seu barco não está com o desempenho que deveria e a primeira ideia que surgiu foi a troca de motor? Espere, pois a escolha e ajuste corretos do hélice podem resolver o problema. Eles são responsáveis por transformar toda a energia gerada pelos motores em força para impulsionar o casco. Não somente na aceleração, os hélices influenciam também no consumo e nas manobras.

No mercado, existem hélices de vários tamanhos, preços, materiais e desenhos, o que pode dificultar na hora da escolha. Alguns modificam a inclinação do casco, levantam a proa e, assim, aumentam a velocidade. A circunferência do hélice e como o barco será utilizado: passear, pescar ou um pouco de tudo, também são fatores importantes. Outra dica é saber o peso correto do barco, com tripulantes, equipamentos e consumíveis a bordo.

Para o técnico em motores de popa, José Carlos Fernandes, geralmente os fabricantes pré-determinam um tamanho de hélice que acompanha o produto, mas nem sempre é o correto. "Existe uma gama deles, com diferentes diâmetros, passo e quantidade de pás", explica.

O diâmetro é o tamanho ou circunferência do hélice. O passo, a inclinação da pá do hélice ou a distância que a mesma percorre em uma volta. Por exemplo, um hélice 13x19 tem 13 polegadas de diâmetro por 19 polegadas de avanço, ou seja, para cada volta que ela der vai avançar 19 polegadas. A quantidade de pás varia conforme a sua utilização. "O diâmetro e o passo estão diretamente ligados à potência do motor que o fabricante determina. Já a potência dos motores é medida em RPM", complementa José.

Como existem vários tipos de cascos de embarcações, o mesmo motor que equipa determinado casco pode não ter o mesmo desempenho em outro. No caso, um casco com o mesmo comprimento, mas com desenho hidrodinâmico diferente. "Aí vem o que fabricante determina; que seu produto atinja a RPM correta para que ele tenha a potência estipulada", justifica.

José deu um exemplo, no caso de uma lancha de 24 pés, com um motor de 200HP, o fabricante determina que seu produto atinja 5500 RPM, ele não quer saber qual a velocidade máxima que a lancha deu, mas quer saber que RPM o motor conseguiu. Se for abaixo do estipulado é sinal que o hélice está com o passo maior do que deveria e, se for acima, sinal de que o hélice está com o passo menor.

Conforme o técnico, hélices com diâmetro e passo acima do especificado podem trazer consumo excessivo, fumaça em demasia, superaquecimento e falta de desempenho quando com carga total da lancha. O oposto também pode causar perda de desempenho, excesso de ruído e até quebra de transmissão e motor. "Tudo o que está relacionado ao desempenho e ao desempenho e ao consumo de uma embarcação está diretamente ligado ao hélice", conclui.

Matéria publicada na edição de julho/2015 da Revista Golfe e Lazer - Gaivota.


Entre em Contato

Entre em contato conosco e chegue até nós.

Endereço

Rua Prefeito Baltazar Buschle, 2850
89228-001 - Espinheiros Joinville/SC
Latitude: S 26º17.521
Longitude: W 048º46.843

Telefones

+55 / 47 3434.1744

Redes Sociais

Mande uma Mensagem

Nos envie uma mensagem que retornaremos em breve.